Por que Allan Kardec?

  • PDF


Muitos de nós, diante de uma situação difícil, alguma vez já se questionaram: "Por que eu?". Kardec, ou melhor, Sr. Rivail provavelmente também fez essa pergunta quando confrontado com os cinquenta cadernos de comunicações diversas reunidos pelos Srs. Carlotti, René Taillandier, Tiedeman-Manthèse, Sardou (pai e filho), e Didier. Tratava-se das comunicações realizadas, ao longo de cinco anos, por meio da ainda incipiente interação com os Espíritos. Embora já tendo frequentado assiduamente diversas sessões na casa do Sr. Baudin, o Sr. Rivail ainda não dispensava entusiasmos sobre esse novo tipo de manifestações e, priorizando outras preocupações de foro íntimo, pensou em abandonar esse novo campo inexplorado, não fosse a insistência daqueles senhores. Mas, por que Allan Kardec? De acordo com o estudo de Henri Sausse, seu biógrafo, podemos levantar algumas características dessa personalidade tão importante para o Espiritismo. O Sr. Rivail era bacharel em letras e em ciências, sendo fluente nas línguas alemã, inglesa, italiana e espanhola, além de também poder se comunicar na língua holandesa; era doutor em medicina e pedagogo que se baseava nos ensinos de Pestalozzi, sendo discípulo dileto deste. Publicou livros que incluíam gramáticas da língua francesa, cursos de aritmética, estudos pedagógicos, traduções de obras inglesas e alemãs. Foi professor de fisiologia, astronomia, química e física. Enfim, diante desse currículo, caberia a pergunta: Por que não Allan Kardec? Somente um homem com esses adjetivos poderia transformar a comunicação com os Espíritos de meros encontros frívolos a sessões de elevado cunho experimental, que proporcionariam, mais tarde, ao globo terrestre, a transformação moral de que a Humanidade carecia.

Finalmente, cabe outra vez a pergunta: "Por que Allan Kardec e não Hippolyte Léon Denizard Rivail?" Em uma comunicação de teor pessoal, seu Espírito protetor Z., confessou tê-lo conhecido nos tempos dos Druidas, na região das Gálias. Naquela época, eles eram amigos e o Sr. Rivail se chamava Allan Kardec.

Mais informações acerca da biografia de Allan Kardec podem ser encontradas no livro O que é o Espiritismo, de autoria do mesmo.