Água na lua

  • PDF

No ano de 1971, Chico Xavier deu início à sua participação em um programa televisivo ao vivo, na antiga rede Tupi: o famoso “Pinga Fogo”. O programa que foi um marco para época, composto por grupos de jornalistas, religiosos e intelectuais que a incumbência de realizar perguntas ao médium. Eram indagações das mais diversas, que iam desde sexualidade e aborto à informações sobre reencarnação.
Em determinado programa, precisamente no dia 28 de julho de 1971, a pauta se dirigiu à possibilidade de outras civilizações fora do orbe terrestre e a corrida espacial realizada pelo homem. "Acreditam os mestres espirituais de Chico Xavier, se ainda em nossa atual civilização, o homem poderá entrar em contato com civilizações de outros planetas?", perguntaram. O ilustre convidado, segundo ele próprio, utilizando o recurso da orientação do Espírito Emmanuel, respondeu: "Caso o homem passe por uma grande reforma moral é possível que isso aconteça."

Afirmou ainda ser possível que o homem construa cidades na Lua, onde os cientistas terão base de apoio para observar a nossa Galáxia, e que substâncias químicas poderão ser retiradas do solo lunar, inclusive a água.

No ano de 2009, a Agência Espacial Americana anunciou uma descoberta que classificou de extraordinária: a presença de água na Lua. O pesquisador da Nasa afirmou: nós encontramos água! Provavelmente ajudará na construção de uma base lunar. Derretida, a água poderá virar bebida e ajudar a resfriar as máquinas dos foguetes. E se os componentes químicos da água forem separados, o oxigênio pode ajudar na respiração dos astronautas. E o hidrogênio seria usado como combustível para foguetes.

O nosso Chico, sob a inspiração de Emmanuel, antecipou em 38 anos um acontecimento histórico.